You are hereA reatividade cerebrovascular ao estresse mental é diminuida em indivíduos hipertensos

A reatividade cerebrovascular ao estresse mental é diminuida em indivíduos hipertensos


O óxido nítrico endotelial causa vasodilatação em resposta a alguns estímulos. O óxido nítrico cerebrovascular medeia o aumento do fluxo sanguíneo cerebral local durante o aumento do metabolismo cerebral em indivíduos saudáveis e doentes. A circulação na carótida sofre modificações anatômicas e fisiológicas na presença de fatores de risco para aterosclerose, entretanto a reatividade endotelial da artéria carótida e a reserva do fluxo sanguíneo cerebral ainda não foram avaliadas em indivíduos hipertensos.

Por tanto o objetivo deste estudo foi Investigar os efeitos do estresse mental tanto no aumento local do estresse de cisalhamento na artéria carótida quanto no aumento do fluxo sanguíneo cerebral em indivíduos hipertensos.

Os pesquisadores verificaram que em indivíduos hipertensos o EM não produziu vasodilatação e mudança no fluxo sanguíneo da artéria carótida e da artéria cerebral média e isso ocorreu somente em resposta ao EM e não em resposta a NTG. A compreensão destes mecanismos sugere uma função endotelial prejudicada nos indivíduos hipertensos.

Apesar de os pesquisadores demonstrarem claramente os resultados, ainda não existe uma explicação para mecanismo que explique estes resultados, a sugestão que poderia ser devido a um remodelamento vascular de adaptação dos indivíduos hipertensos abre caminho para mais estudos nesta área.

AnexoTamanho
Apresentação de: Cardiovascular Ultrasound_2009_Cerebrovascular mental stress reactivity is impaired in hypertension.pdf2.64 MB