You are hereSuplementação aguda de L-arginina aumenta o volume sanguíneo muscular, mas não a performance de força

Suplementação aguda de L-arginina aumenta o volume sanguíneo muscular, mas não a performance de força


A L-arginina é o aminoácido precursor do óxido nítrico. Suplementos dietéticos contendo L-arginina tem sido comercializados com o propósito de aumentar a vasodilatação e, com isso, elevar o fluxo sanguíneo do músculo em exercício e melhor suas respostas metabólicas. O objetivo do estudo foi identificar o efeito agudo da suplementação de L-arginina sobre a performance de força de bíceps, indicadores de produção de NO (nitrito e nitrato - NOx), e volume sanguíneo muscular (Mbv) e oxigenação muscular (Mox) durante o período de recuperação de 3 séries de exercício contra-resistência. Quinze homens saudáveis participaram do estudo controlado, randomizado com placebo e duplo-cego. Depois de retiradas amostras sanguíneas basais, os indivíduos foram suplementados com 6 g de L-arginina (ARG) ou placebo (PLA). O monitoramento do Mbv e Mox com espectroscopia de infra-vermelho próximo começou 30 min após a suplementação e teve 60 min de duração. O protocolo de exercício (3 séries de 10 contrações máximas voluntárias de extensão/flexão de cotovelo isocinético no modo concêntrico, a uma velocidade de 60°•s-1, com 2 min de recuperação entre séries) foi iniciado 80 min após a suplementação. Amostras de sangue foram colhidas nos momentos 30, 60, 90, e 120 min após a suplementação. ANOVA two-way para medidas repetidas mostrou que o Mbv aumentou (p ≤ 0,05) significamente no grupo ARG comparado com o grupo PLA durante o período de recuperação entre as séries de exercício contra-resistência. NOx, Mox, pico de torque, trabalho total da série e trabalho total não foram significativamente diferentes entre os grupos. Em suma, foi encontrado um aumento do Mbv, a partir da suplementação de L-arginina, durante o período de recuperação entre as séries de exercício contra-resistência, sem aumentos na performance de força. Ainda é premature recomendar suplementos nutricionais contendo L-arginina como um recurso ergogênico visando aumentar a força muscular em treinamento contra-resistência em indivíduos saudáveis.

AnexoTamanho
juliabertoldi_apresentacao12032012.pdf2.8 MB