You are hereHiperóxia aumenta a sensibilidade metaborreflexa em exercícios estáticos em humanos

Hiperóxia aumenta a sensibilidade metaborreflexa em exercícios estáticos em humanos


Evidências apontam que hiperóxia inibe o quimiorreflexo periférico e diminui a atividade simpática. Há também menor produção de Lactato intramuscular em presença de maior PO2 durante o exercício físico. Neste estudo belga, pesquisadores utilizaram uma intervenção de hiperóxia para investigar possíveis eventos diferenciados do metaborreflexo, uma vez que respirar 100% de O2 por períodos prolongados, poderia criar respostas cardiovasculares diferentes em relação à normóxia, observado em eventos anteriores, uma vez que interfere em variáveis como pressão arterial média e Atividade Simpática, amortizando-os.

O objetivo central do estudo era verificar se hiperóxia prolongada aumenta a atividade simpática e pressão arterial em resposta ao exercício isométrico, mesmo em presença de menor produção de lactato.

Os pesquisadores verificaram que houve menor produção de lactato de indivíduos em hiperóxia comparados a normóxia, além de maior atividade simpática destes em valores absolutos e relativos. Sob influência apenas do metaborreflexo, a atividade simpática mostrou-se maior em indivíduos em hiperóxia, enquanto as variáveis restantes não demonstravam diferença significativa entre os dois grupos.

Tal estudo sugere que o efeito inibitório da maior PO2 no quimiorreflexo é vencido por metabólitos produzidos pelo exercício, como o Lactato, uma vez que há evidências em estudos animais que a hiperóxia hipersensibiliza as fibras do tipo IV. O artigo permite maior aprofundamento a respeito das variáveis que exercem influência no controle neural da circulação, embora apresente algumas fragilidades metodológicas ao misturar diversas variáveis complexas em um único protocolo de estudo.

AnexoTamanho
Apresentação de: Am J Physiol Heart Circ Physiol_2006_Hyperoxia enhances metaboreflex sensitivity during static exercise in humans.pdf3.82 MB